Em virtude da estiagem que se prolonga, provocando a redução dos níveis de reservatórios da Casan, a Prefeitura de Palhoça declara "situação de emergência no sistema de abastecimento de água do município". Em função do problema, a prefeitura anunciou um sistema de rodízio de distribuição.

Palhoça adquire água tratada da Casan e a Samae faz a distribuição no município, mas falta de pressão da água gera intermitências na rede.

Assim, a Casan está trabalhando com um sistema de fornecimento de água 12h por 36h, ou seja, os registros permanecem 12h fechados para e 36h abertos.

Uso racional

O decreto adverte a população sobre o uso racional e controlado de água durante o período em que perdurar a estiagem.

O Decreto 2.587 proíbe o uso de água tratada para efetuar a limpeza de calçadas, passeios públicos, pátios de imóveis, inclusive para lavar veículos, enquanto perdurar a estiagem.

O documento também afirma que estabelecimentos comerciais que exerçam atividade econômica que dependa do consumo de água tratada devem priorizar ações de economia, bem como instituir mecanismos de reuso de água.

O decreto ainda prevê penalidades em caso de descumprimento das medidas.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp