Em dois dias, a Defesa Civil de Criciúma atendeu ocorrências em virtude das fortes rajadas de vento, causadas pelo ciclone extratropical que atingiu Santa Catarina na terça (30) e nesta quarta-feira (1º).

Nenhuma ocorrência teve vítimas.

Os profissionais atuaram na remoção de árvores, desobstrução de vias públicas e no levantamento e monitoramento de áreas de risco.

Os atendimentos foram prestados com o auxílio da Celesc e do Corpo de Bombeiros.

Conforme o relatório da Defesa Civil de Criciúma, as ocorrências foram nos bairros:

  • Vera Cruz
  • Próspera
  • São Cristóvão
  • Michel
  • Boa Vista
  • Operária Nova
  • Centro
  • Mina Brasil
  • Renascer
  • Santa Bárbara
  • São Luiz
  • Mineira Nova
  • Jardim Angélica
  • Rio Maina
  • divisa com o município de Siderópolis

Demandas

Dentre as demandas, esteve o rompimento de rede elétrica energizada e queda de árvore em rede de alta tensão.

Além disso, em uma parceria da Defesa Civil com a Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), os órgãos realizaram cortes de árvores e galhos em alguns locais da cidade devido aos ventos fortes.

"Foram dois dias de preocupação e tensão, tentando fazer os atendimentos da forma mais rápida possível com a dedicação da equipe para voltar à normalidade", ressaltou o coordenador municipal de Defesa Civil, Dioni Borba.

Para casos de ocorrência, o número de atendimento é 199 ou 193.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul