Um ciclone extratropical está influenciando na intensa frente fria que está avançando sobre o Brasil mas também na ocorrência da ressaca mais forte deste ano. O ciclone extratropical que está sobre o mar, na costa do Uruguai e do Rio Grande do Sul, causa ventos fortes em uma vasta área oceânica.

O que deixa o mar muito agitado e gera grandes ondas que vão se espalhar pela costa do Sul e do Sudeste do Brasil nesta quarta (28), quinta (29) e sexta-feira (30). A lua cheia vai ajudar e elevar o mar e a aumentar a altura das ondas.

A Climatempo alerta para alta possibilidade de ocorrência de ressaca no litoral do Sul e do Sudeste. Esta deve ser a ressaca mais perigosa do ano, até agora, pior do que a ocorreu em abril.

O mar fica muito perigoso para a navegação, lazer e esportes. Evite entrar no mar nos próximos três dias.

Maré de sizígia

A Climatempo explica que a lua cheia tem grande influência sobre as marés e causa a aumento do nível da maré, conhecido como maré de sizígia. Isto ocorre quando o Sol, a Lua e a Terra estão alinhados. Assim, a força gravitacional que a lua exerce sobre a Terra afeta o movimento da água do mar.

A atração gravitacional exercida pelos dois astros sobre o oceano se soma, gerando correntes marítimas que causam uma elevação máxima do nível do mar na direção dessa linha (marés máximas ou de sizígia). A maré de sizígia intensifica a ressaca e o recuo do mar, como aconteceu em Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo.

Altura das ondas

No decorrer desta quarta-feira (28) grandes ondas se espalham pelo litoral do RS e de SC e começam a avançar até o litoral de SP do RJ. As

Há risco de ressaca entre esta quarta (28) e sexta-feira (30) entre o Arroio Chuí (RS) e Laguna (SC) com ondas entre 2,5 e 3 metros de altura.

Entre estes dias há risco de ressaca entre Laguna (SC) e Arraial do Cabo (RJ) com ondas entre 2,5 e 3 metros de altura.

*Com informações de Climatempo.