Neste sábado, dia 18, o Centro de Vacinação contra COVID-19 de Gaspar estará aberto das 8h às 12h para acelerar a imunização da população. Estarão disponíveis vacinas para determinados grupos e a vacinação pode ser suspensa caso as doses se esgotem. Podem procurar a Arena Multiuso Prefeito Francisco Hostins neste sábado pessoas com 18 anos ou mais que ainda não receberam a primeira dose; adolescente de 12 a 17 anos com comorbidades; quem tem a segunda dose da CoronaVac e da Pfizer programadas.

Para pessoas com 18 anos ou mais que ainda não tomaram a primeira dose, basta levar documento de identidade com foto e cpf e comprovante de residência. Para adolescentes de 12 a 17 anos, por conta do quantitativo de doses da Pfizer disponíveis, serão vacinados apenas aqueles que apresentam alguma das comorbidades listadas pelo Ministério da Saúde. Nestes casos é necessário apresentar documento de identidade com foto e cpf, comprovante de residência, laudo que comprove a doença e autorização dos pais ou responsáveis (caso não estejam presentes).

Para a segunda, estarão disponíveis a CoronaVac para quem tem a aplicação programada até o dia 18 de setembro e a Pfizer para quem tomou a primeira dose até dia 25 de Junho. Não haverá aplicação de AstraZeneca por falta de doses, a Secretaria de Saúde aguarda uma nova remessa para dar continuidade à imunização. Também segue disponível a dose de reforço para idosos com 85 anos ou mais que tomaram a segunda dose até o dia 17 de março. Nesses casos é necessário apresentar documento de identidade com foto e cpf e o cartão de vacinação.

Vacinação de adolescentes

A Prefeitura de Gaspar, por meio da Secretaria de Saúde, informa que seguirá a determinação do Governo do Estado e dos órgãos de regulação de saúde e continuará a aplicação de Pfizer para jovens de 12 a 17 anos sem comorbidades. A decisão segue a recomendação da Organização Mundial da Saúde - OMS e das normas regulatórias da Anvisa.

No momento Gaspar segue aplicando a vacina para jovens de 12 a 17 anos com comorbidades por conta do quantitativo de Pfizer disponível. Porém, assim que novas doses forem recebidas, a vacinação geral será retomada. "Entendemos que a imunização dos adolescentes é sim de extrema importância e há estudos científicos e técnicos que comprovam que o imuno Pfizer é seguro para esse público. Conforme a quantidade de doses disponíveis, vamos seguir a vacinação, dando prioridade para aqueles com comorbidades", explica a secretária de Saúde, Silvania Janoelo dos Santos.