O Cemitério do Imigrante, em Joinville, reabriu para visita presencial nesta quinta-feira (22). Também foram retomadas as visitas em grupos, que podem ser agendadas pelo telefone 3433-3732 ou pelo e-mail secult.upm.cm@joinville.sc.gov.br. A entrada é gratuita.

Quem for ao cemitério, situado na rua XV de Novembro, poderá realizar uma visita monitorada com os técnicos da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), que acompanharão o passeio mostrando as lápides e explicando a história e as singularidades do local.

O espaço conta com aproximadamente 490 sepulturas e 2 mil sepultados. O cemitério foi aberto em 1851 e desativado 62 anos depois. Desde 1962, é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), como Patrimônio Histórico e Paisagístico Natural.

De acordo com o secretário da Secult, Guilherme Gassenferth, a proposta para este espaço é aprimorar a comunicação com o visitante para informar ainda melhor o potencial de pesquisa histórica e turismo que o local oferece.

Foto: Divulgação

“Quem visitar poderá notar algumas mudanças que integrarão a nova sinalização, prevista para ser implantada em breve, como novos painéis informativos. A médio prazo, vamos formar a Quadra Cultural, contemplando, além do Cemitério do Imigrante, a Cidadela, o Museu de Arte de Joinville (MAJ) e o Instituto Juarez Machado. Assim, vamos unir ainda mais cultura e turismo”, destaca.

A reabertura do local faz parte de uma série de ações da Prefeitura de Joinville para a volta das atividades de espaços culturais e artísticos do município. No primeiro semestre, foram reabertos o Memorial da Bicicleta e o Arquivo Histórico.

“Nossa intenção é seguir com o retorno de outros locais ao atendimento do público. Ainda assim, é importante salientar que esses espaços continuam ativos, com trabalhos internos, atendendo solicitações de forma on-line e se preparando para voltar a receber o público presencialmente”, informa o secretário.

O Cemitério do Imigrante abre de terça a domingo, das 10h às 16h, e os visitantes devem seguir todos os protocolos sanitários contra a Covid-19, como o uso de máscara de proteção e de álcool em gel.