O catarinense, Eduardo Giovani Carvalho da Silva, de 36 anos, que morreu em salto de base jump no Rio de Janeiro no último fim de semana, será sepultado nesta quarta-feira (26), em Joinville, no Norte de Santa Catarina, onde morava. Segundo o irmão do esportista, a cerimônia será feita na Capela Borba Gato, anexa ao Cemitério Municipal, das 8h às 14h.

Sorriso, como foi apelidado pelos amigos montanhistas, morreu no sábado (22) após saltar da Pedra da Gávea junto com um amigo. Devido a uma rajada de vento, ele perdeu o controle e bateu em um prédio. O amigo pousou em um canteiro central e conseguiu sobreviver.

O irmão Fernando Augusto Carvalho da Silva conta que Eduardo foi um atleta reconhecido nacionalmente na escalada esportiva e, desde a infância, um apaixonado por aventura.

"O amor que a gente tem por ele é muito forte e o que nos conforta um pouco neste momento é que ele perdeu a vida fazendo algo que amava" , disse o irmão.

Familiares, amigos, esportistas e grupos da área do esporte lamentaram a morte da atleta. O atleta foi bicampeão catarinense de escalada esportiva e vice campeão brasileiro. De acordo com a Associação Brasileira de Escalada Esportiva (Abee), ele também fez parte da seleção brasileira de escalada esportiva no ano de 2018.