Diante da interrupção das rodovias promovida pelos caminhoneiros, a Casan pede a colaboração da população catarinense para reduzir o consumo de água tratada à medida do possível.

Para abastecer quase 3 milhões de pessoas em 196 municípios, fornecendo 700 milhões de litros diários, a Companhia conta com 295 unidades de tratamento que exigem o consumo de produtos químicos cuja entrega está comprometida.

Alinhada à Defesa Civil, a empresa está fazendo todos os esforços para receber os caminhões com sulfato de alumínio líquido, hidróxido de cálcio em suspensão e cloro gás, produtos essenciais para o tratamento da água. Em estoque, há quantidade suficiente para mais alguns dias, mas diante da incerteza do movimento nas estradas a Companhia pede o auxílio da população na redução do consumo.

Neste período, a empresa sugere a todos que fechem a torneira ao lavar a louça, escovar os dentes e fazer a barba, tome banhos rápidos e só use a máquina quando ela estiver com sua capacidade máxima de roupas sujas. Por favor, não lave pátios, casas, calçadas, carros e vias com mangueira e só molhe plantas com o uso de regador.

A Casan assegura, por fim, a qualidade da água distribuída, sem alterar os padrões de potabilidade exigidos pelo Ministério da Saúde, fiscalizados pelas agências reguladoras e habitualmente entregues pela Companhia.