Quando Ermínio Moretti e Rosa Ida Benkendorf decidiram se casar em 29 de setembro de 1951, nunca poderiam imaginar que viveriam juntos por 70 anos. Uma união agraciada por uma grande família e, como eles destacam, com muita saúde para atravessar tantas décadas.

Ermínio, com 93 anos, e Rosa, com 90, relembram juntos essa trajetória - os fatos que vão perdendo nitidez com o passar dos anos chegam à memória pouco a pouco, cada um recordando um pedaço dessa história que começou em 1949.

O casal de Corupá se conheceu na festa de lançamento da pedra fundamental da Igreja Nossa Senhora do Rosário, de Nereu Ramos. A imponente estrutura que hoje é o santuário do padre Aloísio Boeing era apenas um sonho da comunidade que arrecadava fundos.

Rosa e Ermínio se conheceram em uma festa religiosa | Foto Natália Trentini/OCP News

Rosa lembra que trabalhou na festa, na pescaria. Ermínio tinha acabado de voltar do serviço militar e logo notou a jovem.

“Depois que ela terminou na pescaria, eu estava por ali, comecei a olhar”, conta. “Me disseram que ela trabalhava na casa Bertolli, eu pedi se poderia acompanhar ela, e começamos a conversar”.

Rosa trabalhava no comércio Bertolli, morando na casa da família para ajudar com as tarefas e às vezes dando uma mão nas atividades do mercadinho. Depois de ter autorização para ir até o local, Ermínio e Rosa tiveram um namoro à moda antiga durante 1950.

“Naquele tempo os pais acertavam as condições do casamento”, comenta Ermínio. O casamento foi simples, só com a família.

O casal viveu a vida na roça, plantando especialmente arroz e banana. Rosa cuidava dos filhos, foram 10 no total, e tinha vacas leiteiras para consumo e vender o excedente, o que ajudava a fazer as compras da casa.

“Eu trabalhei na roça até mais de 60 anos de idade, depois que eu me elegi vereador, terminei meu mandato, fui duas vezes vereador, quando não quis ir para reeleição fui trabalhar na Prefeitura”, conta seu Ermínio.

Fotos de 1949, quando o casal se conheceu | Foto Natália Trentini/OCP News

Mas mesmo durante o tempo na política, a família seguiu vendendo arroz e mantendo a vida no interior de Corupá.

Hoje, ambos com mais de 90 anos, criaram uma grande família com 20 netos e 9 bisnetos.

Para eles, comemorar os 70 anos de casamento com toda a família é uma alegria. “Isso é uma coisa difícil, depende da saúde, mas graças a Deus estamos aí os dois”, finaliza seu Ermínio.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp