Usuários de TVs por assinatura de todo o Brasil terão acesso ao sistema que emite alertas de risco de desastres naturais diretamente em seus televisores.

O projeto, desenvolvido por meio de uma parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), oferece mais uma plataforma de comunicação com a população em momentos prévios a ocorrências, dando mais segurança e proteção às pessoas.

Atualmente, o sistema já está em operação em Santa Catarina e no Paraná, estados que recepcionaram o projeto-piloto a partir de maio deste ano.

Desde a última semana, o Rio Grande do Sul também passou a ser atendido, ainda na fase de testes.

“A ampliação dessa iniciativa é muito importante para aumentarmos o alcance dos nossos alertas. Assim, poderemos atingir um grau de resiliência maior.

 

Esse é mais um instrumento para que possamos preservar vidas humanas e minimizar prejuízos econômicos decorrentes de desastres naturais”, afirma o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas.

Para que os alertas cheguem aos televisores, há um trabalho articulado entre equipes da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) do MDR, da Anatel, de operadoras de TV e órgãos estaduais e municipais de defesa civil.

A medida é complementar ao envio de notificações via SMS para celulares já cadastrados e, também, pelo Google Alertas Públicos.

Gratuito e sem necessidade de cadastro, o serviço informa previamente sobre a ocorrência de chuvas intensas, vendavais, deslizamentos e outros fenômenos naturais com potencial de riscos à população.

A partir do dia 23 de setembro, será iniciada a etapa de nacionalização do envio de alertas, quando usuários de TVs por assinatura no Espírito Santo, Rio de Janeiro e em Minas Gerais receberão as mensagens.

Em outubro, será a vez do estado de São Paulo. As unidades federativas que compõem as regiões Norte e Centro-Oeste também terão acesso ao sistema em novembro. Por fim, a região Nordeste será atendida a partir do mês de dezembro.

 

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações, o Brasil tem 16 milhões de assinantes individuais de TV paga.

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger