A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza inicia nesta segunda-feira (12) em Criciúma.

Na primeira etapa, o grupo prioritário será de crianças, de seis meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas (até 45 dias pós-parto).

O município recebeu 6.190 doses para dar início à imunização e as vacinas já foram distribuídas às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) na sexta-feira.

Sem precisar de agendamento, as salas de vacinação estarão preparadas e seguindo as normas sanitárias para receber a população. A primeira etapa encerra no dia 10 de maio e a campanha segue até o dia 9 de julho.

De acordo com a técnica de enfermagem do setor de Imunização de Criciúma, Kelly Barp Zanette, os profissionais da saúde também entram nessa etapa, porém não nas duas primeiras semanas, já que o grupo ainda está recebendo a dose contra a Covid-19 e é necessário um intervalo de 14 dias entre as duas imunizações.

"O Governo do Estado deu autonomia para as cidades decidirem quando iniciar a imunização nos profissionais de saúde, dando prioridade à vacinação contra a Covid-19. Além disso, durante reunião na Secretaria de Saúde, decidimos criar estratégias de acordo com cada etapa ou semana de vacinação, conforme o andamento da pandemia", explicou.

Nesta primeira fase, Criciúma precisa imunizar 15 mil crianças, 2.046 gestantes e 336 puérperas. Os idosos estão programados para a segunda etapa da campanha, dando prioridade para vacinação contra o coronavírus.

Horário estendido e Dia 'D'

Nas duas primeiras semanas de vacinação, a secretaria optou por duas estratégias. Na quarta-feira (14), as unidades de saúde estarão com o horário estendido exclusivamente para vacinar contra a Influenza, das 15h às 21h. Já no dia 21 de abril, feriado de Tiradentes, os postos farão o Dia 'D', funcionado das 8 às 17h, sem fechar ao meio-dia.

"Quem está receoso com o coronavírus, pode optar por esses dois dias exclusivos para a imunização contra a Influenza. A vantagem do horário estendido é para que os pais levem as crianças nos postos, já que muitas vezes ficam até 17h ou 18h na escola. Essas duas quartas-feiras são um recurso para que os pais aproveitem e vacinem as crianças", frisou o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande.

É necessário comparecer com um documento de identidade e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). As gestantes precisam levar o cartão pré-natal. Ao todo, até o fim da campanha, o município receberá 13 remessas com novas doses.

Confira as etapas de vacinação para os grupos prioritários:

Primeira etapa (a partir de 12 de abril)

- Crianças de 6 meses a menores de seis anos

- Gestantes

- Puérperas

-Trabalhadores da saúde

Segunda etapa (a partir de 11 de maio)

- Idosos com 60 anos ou mais

- Professores

Terceira etapa (a partir do dia 9 de junho)

- Comorbidades

- Pessoas com deficiência permanente

- Caminhoneiros

- Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário, Passageiros Urbano e de Longo Curso

- Trabalhadores Portuários

- Forças de Segurança e Salvamento

- Forças Armadas

- Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade

- População privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.