Conhecida por muitas belezas naturais, Florianópolis possui vasta fauna e flora. Entre tantas espécies diferentes, três são consideradas símbolos da Capital, o Garapuvu, o Martim-pescador-verde e a orquídea Lélia púrpura. Mas além da árvore, ave e flor como de interesse especial, a Câmara de Vereadores votou na última semana pela inclusão da rã-manezinho como anfíbio-símbolo da Capital.

A espécie, que homenageia no nome quem nasce em Floripa, também é moradora exclusiva da Ilha, mas vem sofrendo com o processo de urbanização crescente na cidade e está entre os mais de 260 animais ameaçados em Santa Catarina.

A inclusão da rã-manezinho como anfíbio-símbolo de Florianópolis pelos vereadores Maikon Costa, do PL e Lino Peres, do PT se dá pela relação com a região e ajuda a proteger o animal da extinção.

Para a bióloga e pesquisadora da espécie, Caroline Oswald, a inclusão da rã-manezinho entre os símbolos de Florianópolis ajuda a proteger não só a espécie. “considerar o anfíbio como de interesse especial chama a atenção tanto para o animal, quanto para o habitat dele e isso faz com que haja uma mobilização das autoridades e da população para conservar todo o ambiente” disse.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp