Em um momento que ainda é considerado delicado pelos especialistas, uma notícia traz esperança. Após três meses de vacinação contra a covid-19, dados preliminares já apontam efeitos positivos da imunização em Jaraguá do Sul.

As autoridades de saúde começam a observar uma redução de internações e óbitos entre os idosos com mais de 70 anos, em decorrência do coronavírus.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, em números gerais, os óbitos de pessoas com idades entre 70 e 89 anos vem reduzindo significativamente.

Eles representavam 46,5% dos 71 registros ocorridos no mês de março, quando teve início a vacinação para o público a partir dos 70 anos. Com o avanço da vacinação, no mês de abril este percentual caiu para 25%.

Ao analisar separadamente essas duas faixas etárias, a queda fica mais evidente. Em março, 21 pessoas com idades entre 70 e 79 anos morreram vítimas da covid em Jaraguá do Sul. Já na faixa de 80 a 89, foram 12 óbitos pela doença.

No mês de abril – até a terça-feira (27) – os números caíram para 10 entre as pessoas na faixa dos setenta anos e três óbitos na faixa dos oitenta. Uma redução de 48% e 75%, respectivamente.

Outro dado também chama a atenção: as mortes em decorrência do coronavírus em pessoas com menos de 60 anos, representavam 21% em janeiro e 26% em fevereiro. Já nos meses de março e abril, este percentual saltou para 30% e 44% do total de óbitos.

 

Internações

Conforme os dados do Hospital São José, a proporção de idosos entre os novos pacientes internados por covid, também vem reduzindo gradativamente. Em janeiro, dos 82 pacientes internados por covid, 48 tinham mais de 60 anos e 35, tinham menos.

A partir de fevereiro a curva começou a mudar. Dos 86 pacientes internados pela doença, 31 tinham mais de 60 anos e 55, menos de 60. No mês de março, das 186 pessoas internadas por covid-19, 91 tinham mais de 60 anos e 95, menos. O hospital não tem fechados os dados do mês de abril.

Segundo o Gerente Executivo Assistencial do hospital São José, Renan Urack Sagrilo, o cenário inverteu e atualmente há uma maior prevalência de internações hospitalares do público mais jovem, com menos de 60 anos.

“É cedo para sabermos, mas eu acredito que a vacina tenha impactado nestes dados, inclusive, nos casos de afastamentos de funcionários do hospital por covid. Depois da vacinação tivemos pouquíssimos afastamentos pela doença ou casos bem leves”, informa.

A Secretaria de Saúde do Estado também acredita que, embora os dados ainda sejam preliminares, já há indícios da eficácia da vacinação em profissionais da saúde e idosos, principalmente acima de 80 anos.

Até esta terça-feira (27), o município aplicou 19.709 primeiras doses da vacina contra a covid-19, destas, 10.089 pessoas já tomaram a D2.