O Ministério da Saúde divulgou, nesta quarta-feira (2), boletim epidemiológico sobre o quadro do HIV/AIDS em todo o país. O documento mostrou que Florianópolis caiu da primeira Capital em taxa de detecção do vírus no país, para a 5° posição neste ano. O dado demonstra redução de 17% de casos novos.

Os números também demonstram que a cidade está testando cada vez mais para a doença. Para isto, a Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Saúde, oferece em todas as suas unidades testes rápidos para HIV. Também é possível fazer a retirada de autoteste para HIV no armário digital na rodoviária ou pelos Correios, por meio deste site. Somente de maio até agosto deste ano foram 510 testes de HIV distribuídos no endereço que a pessoa escolheu.

Outro importante dado pontuado pelo boletim é de que a Capital está em 11° lugar no coeficiente de mortalidade entre as capitais brasileiras a cada 100 mil habitantes. No ano anterior a posição da cidade era a 8°.

Florianópolis melhorou em outro indicativo, que considera a taxa de detecção, taxa de mortalidade, taxa de detecção em menores de cinco anos, e a média do primeiro exame de cd4 que são células de defesa do sistema imune. Nestes dados Florianópolis passou da 6° para a 14° posição.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp