Uma mensagem que circula no Whatsapp chama a atenção para "mais de 38 mil inscrições disponíveis em todos os estados" para o CNH Social. A mensagem repassada nos grupos de WhatsApp dá um endereço de site para inscrições, que não é o do Sest/Senat (entidade dos transportes ligada à Confederação Nacional do Transporte). Este site leva a um endereço que pede dados pessoais do usuário.

Programa CNH Social

O Sest/Senat possui um programa nacional que oferece formação e emissão gratuitas de CNH para quem tem renda individual de até 3 salários mínimos, entre outros requisitos. É chamado de Primeira Habilitação para o Transporte – CNH Social. O benefício é regulamentado por meio de edital e o número de vagas varia a cada município.

Cuidado com o golpe

O Sest/Senat adverte que as convocações dos aprovados para o programa CNH Social são feitas por e-mail. As inscrições são feitas exclusivamente no site da entidade (www.sestsenat.org.br) e não é feito nenhum tipo de cobrança, nem é emitido nenhum boleto bancário. Neste ano, a maioria das vagas já foi preenchida e o período de inscrições para as 224 remanescentes terminou em setembro.