A Prefeitura de Blumenau identificou infestação do mosquito Aedes aegypti nos bairros Garcia, Escola Agrícola, Badenfurt, Salto do Norte, Velha Central, Fortaleza, Itoupava Norte, Tribess, Centro, Itoupava Seca, Velha, Victor Konder, Vila Nova, Jardim Blumenau, Água Verde e Itoupavazinha.

Somente neste ano, os cerca de 60 agentes municipais de endemias, que atuam na fiscalização e orientação dos moradores, já encontraram 1.390 focos com larvas do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. O número é bem superior ao mesmo período de 2020, quando foram localizados 425 focos.

Até agora, o município confirmou quatro casos de dengue, sendo três importados (contraídos em outras cidades) e um autóctone, ou seja, contraído em Blumenau.

A população pode denunciar locais com possíveis focos do inseto pelo telefone 156, opção 4.

Como evitar a proliferação do Aedes aegypti?

  • Elimine água parada de todos os recipientes;
  • Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;
  • Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
  • Mantenha lixeiras tampadas;
  • Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
  • Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;
  • Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
  • Mantenha ralos cobertos com telas de malha filha para evitar que o mosquito tenha acesso ao local;
  • Lave recipientes com depósito de água, como potes de comida e água dos animais, com escova ou esponja e detergente, no mínimo uma vez por semana;
  • Se for necessário que o recipiente fique com água, como no caso de ralos, utilize hipoclorito;
  • Retire a água acumulada em lajes;
  • Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados;
  • Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;
  • Evite acumular entulho.