O ecossistema de inovação de Blumenau e região conta agora com o Laboratório de Fabricação Digital (LFD), inaugurado nesta semana, no campus 2 da Universidade Regional de Blumenau (FURB). O LFD é o primeiro laboratório no Distrito de Inovação de Blumenau que segue o conceito FabLab e procura estimular a criatividade, a solução de problemas e a criação de novos produtos.

Neste laboratório será possível construir protótipos de produtos e projetos inovadores, pois ele é equipado com um conjunto de ferramentas de prototipagem rápida, como fresadoras, máquinas de corte e laser, impressoras 3D, além das ferramentas de programação específicas e de automação. Segundo o diretor do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT) da FURB, Fábio Luis Perez, o LFD/FabLab tem como principal finalidade a promoção da invenção, inovação, educação e o empreendedorismo. “Será um ambiente compartilhado não só para os alunos de graduação e pós-graduação da Universidade, mas também de profissionais, estudantes do ensino fundamental e médio do município de Blumenau e região, bem como para empresas do Centro de Inovação Blumenau”, explica ele.

“Oferecendo esse espaço para a criação e desenvolvimento de novas tecnologias, para novas ações de inovação, estamos trazendo uma oportunidade diferenciada de formar cidadãos cada vez mais preparados e voltados para aquela que é a economia do futuro, da inovação e da tecnologia”, destacou o prefeito Mario Hildebradt, que esteve presente à solenidade de inauguração.

Para a reitora da FURB, Marcia Sardá Espindola, “esse laboratório já foi planejado e sonhado há muito tempo, quando primeiro sentimos uma necessidade interna, dos estudantes, de prototipar os seus projetos e suas inovações. Mas, com a implantação do Centro de Inovação, do Distrito de Inovação, nós vimos que essa missão é muito maior do que atender apenas a Universidade, mas toda a comunidade, os estudantes, sim, na sua formação, mas que possa atender os empresários do Centro de Inovação, a comunidade, vamos atender desde o ensino fundamental, então é um belo projeto que a Universidade entrega agora à toda a comunidade”, afirma Marcia.

O professor César Câmara da Silva, responsável pelo LFD, explica que o laboratório reúne informações que vêm de várias áreas do conhecimento: da área mecânica, elétrica, do design, da arquitetura, “todos os cursos do CCT, praticamente, conseguem contribuir para o desenvolvimento de qualquer ideia. Então a ideia desse laboratório é juntar esses conhecimentos para que a gente possa fazer projetos mais complexos”, observa. Ele exemplifica citando a impressora 3D que foi desenvolvida no LFD, “ela reuniu diversas ideias e habilidades oriundas da mecânica, do design e da elétrica. Assim a gente conseguiu melhorar o equipamento e dominar o processo de impressão 3D”, afirma César.

A solenidade realizada nesta segunda-feira abriu o LFD para a comunidade, mas os estudantes da FURB já desenvolvem projetos no espaço, como ressalta o estudante Gustavo Mogk, “ a partir do momento em que eu conheci o laboratório, ele já me encantou, e com isso acabei entrando como estagiário, e fui evoluindo junto com o laboratório, começando projetos e fazendo as impressoras. Eu imagino que é um baita diferencial para a minha carreira como engenheiro mecânico. A indústria 4.0, toda a questão de automação e prototipagem rápida, através das impressoras 3D, são conceitos novos, coisas que estão começando na indústria, e vão fazer um diferencial lá na frente”, destaca Gustavo.

A inauguração do LFD/FabLab contou com a presença do prefeito de Blumenau, Mario Hildebrandt e da vice-prefeita Maria Regina Soar; do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo, Sylvio Zimmermann; da reitora da FURB, Marcia Sardá Espindola, do vice-reitor, João Gurgel da Silveira, de pró-reitores, professores e estudantes. O presidente do Conselho de Administração do Instituto Gene e presidente do Centro de Inovação Blumenau, Udo Schroeder também acompanhou.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.