Uma criança recém-nascida no Vale do Itajaí teve o processo e adoção efetivado em audiência na tarde desta terça-feira (21), em Pomerode. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o trâmite ocorreu de forma remota, via videoconferência. A mãe biológica havia adiantado seu interesse em doar o bebê e teve a gravidez acompanhada pelo juízo da 1ª Vara da Infância e Juventude de Pomerode.

O bebê nasceu coincidentemente no mesmo dia em que a juíza Iraci Satomi Kuraoka Schiocchet, titular da unidade judiciária, completou 27 anos de magistratura. "Esta deve ser a entrega do 4º bebe recém-nascido que eu faço, apesar de ter participado de inúmeras adoções", cita a magistrada, ao ressaltar o caso de adoção.

Os novos pais, que estavam habilitados para adoção há sete anos, conheceram o bebê de apenas dois dias no momento da audiência e emocionados choraram no primeiro encontro.

Além da magistrada, a audiência contou ainda com a participação remota da promotora de Justiça e de forma presencial da oficial da Infância e Juventude e da Assistente Social.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul