Bancários de Joinville fazem manifestação, mas atendimento não é comprometido na cidade

Bancários de Joinville fazem manifestação, mas atendimento não é comprometido na cidade Bancários de Joinville fazem manifestação, mas atendimento não é comprometido na cidade

Cotidiano

Por: Windson Prado

segunda-feira, 01:38 - 19/02/2018

Windson Prado
A greve dos bancários, que teve adesão de 88% da categoria em todo o país, também têm reflexos em Joinville. Desde as primeiras horas desta segunda-feira (19), integrantes do Sindicato dos Bancários de Joinville e Região participam de uma série de atos públicos em vários pontos da cidade. Mas os protestos não trouxeram prejuízos à população e o atendimento nas agências bancárias é normal, neste início da semana. Os bancários se juntam a outros sindicalistas para protestarem contra as reformas da Previdência e Trabalhistas anunciadas pelo Governo Federal. De acordo com o presidente do Sindicatos dos Bancários de Joinville e Região, Valdemar Bruno da Luz Filho, os atos têm ocorrido na praça da Bandeira, em agências bancárias e em frente à empresas. “Somos contra estas reformas que complicam e muito a vida do trabalhador, retirando diretos. Em Joinville, a categoria decidiu aderir ao protesto, mas sem prejudicar o atendimento à população. Pela manhã, fizemos atos públicos na agência central do banco Bradesco, e na Praça da Bandeira. Mais de 80 pessoas participaram da mobilização”, disse Filho à reportagem do Jornal de Joinville. À tarde as manifestações serão realizadas próximo ao Terminal de Ônibus Tupy, no bairro Boa Vista e às 16 horas na Praça da Bandeira. “Esperamos reunir cerca de 400 pessoas neste grande ato no final da tarde”, completou o presidente do sindicato dos bancários. Quer receber as notícias do Jornal de Joinville no WhatsApp? Basta clicar aqui para fazer parte do grupo  
×