As escolas são os locais onde as crianças e adolescentes passam a maior parte dos seus dias, fazem amizades, socializam e conversam sobre suas descobertas e medos. É também nelas que o jogo “Baleia Azul” está se propagando, gerando dúvidas e até mesmo curiosidade nos alunos. Ciente dessa responsabilidade, a Escola Estadual Professora Valdete Piazera Zindars, no centro de Jaraguá do Sul, está elaborando, com apoio dos professores, um projeto que abordará 13 razões para não cometer suicídio, em alusão ao seriado “13 Reasons Why” (13 razões pelas quais). O objetivo, segundo a diretora da unidade, Angelita Wandewegen, é resgatar a autoestima dos alunos e evidenciar o que há de positivo na vida. “É uma questão delicada e estamos estudando para abordá-la da maneira correta, sem aguçar a curiosidade deles sobre o jogo. Será um trabalho reverso”, explica.   Na rotina da escola, Angelita revela que é comum os adolescentes comentarem sobre conflitos internos e familiares que acontecem em suas vidas, inclusive, com nuances de desespero. Sobre o “Baleia Azul”, a diretora conta que eles conversam a respeito e revelam que conhecem pessoas que participam dos desafios. Outras escolas também estão orientando os pais e alunos a abordarem o assunto de forma esclarecedora. Ainda na semana passada, uma adolescente, aluna de uma escola municipal de Jaraguá do Sul, tirou a própria vida. Há informações de que ela sofria bullying. Leia mais: Jogo suicida influencia comportamento de jovens e pais devem ficar atentos Leia mais: Jogo, série, vida real: é preciso falar sobre o suicídio   Agora, a baleia é cor de rosa Para reverter o crescimento das tentativas de suicídio e promover “tarefas do bem”, dois publicitários e uma psicóloga criaram a página “Baleia Rosa” no Facebook. A iniciativa propõe uma lista de tarefas e mensagens otimistas que façam bem ao outro e ao próprio jogador, como conversar com alguém que você não fala há muito tempo, contar piadas, fazer doações, dizer inesperadamente que ama seus amigos e familiares, entre outras atitudes positivas.