O aumento considerável dos casos confirmados de Covid-19 nas últimas quatro semanas consecutivas em Jaraguá do Sul, conforme mostra o Painel Covid-19, tem feito a Secretaria Municipal de Saúde buscar convênio de mais cinco leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos no Hospital Jaraguá, totalizando 29.

 

 

A ocupação hoje é considerada controlada, de acordo com a diretora de gestão técnica, Fabiana Conrado. A taxa de ocupação de leitos exclusivos à Covid-19, com dados atualizados até segunda-feira (9), apontam para 36% os leitos de enfermaria, 71% os leitos de UTI adulto e 0% para a UTI infantil.

A ocupação infantil sempre foi nula de acordo com Fabiana, por isso não houve renovação dos leitos por parte do Ministério da Saúde.

“As UTIs infantis existentes hoje são mantidas com recursos contratuais. Neste caso, a estrutura é a mesma que a adulta, porém conta com atendimento de equipe de saúde diferente”, explica.

Em relação à disponibilização de leitos de UTI, a Secretaria de Saúde vem se preparando para o pior cenário, evitando possíveis surpresas.

Porém, é de extrema importância que a população mantenha os cuidados necessários, contribuindo de forma que todos tenham acesso aos tratamentos de saúde necessários", orienta.

Dos 24 leitos de UTI adulto disponíveis, 20 estão alocados no Hospital São José, sendo 10 habilitados pelo Ministério da Saúde e regulados pela Central de Regulação Estadual, que podem receber pacientes de todo o Estado.

Dez leitos são contratados pelo município de Jaraguá do Sul para atendimento da microrregião, assim como também os quatro leitos alocados no Hospital e Maternidade Jaraguá.

O Painel Covid-19 atualizado nesta segunda-feira (9) aponta para 96 novos casos nas últimas 24 horas, 4.764 contaminados e 489 em tratamento. Destes, 455 estão em isolamento domiciliar, 23 internados na enfermaria e 11 na UTI.

Os casos confirmados por semana epidemiológica apresentaram majoração pela quarta semana consecutiva, na proporção de 186, 248, 318 e 437. Este último número está muito próximo do pico da doença, de 26 de julho a 1º de agosto, quando foram registrados 489 casos.

A taxa de reprodução do vírus (Rt) também tem aumentado. Está em 1,530, quando o ideal é abaixo de um. Quando superior a um, cada paciente transmite a doença para, pelo menos, mais uma pessoa e o vírus se dissemina.

Quando é menor que um, cada vez menos indivíduos se infectam e o número dos contágios retrocede.

A região Nordeste de Santa Catarina, da qual Jaraguá do Sul faz parte, tem como classificação de risco a situação grave, o que levou, na semana passada, o governo do Estado a restringir e proibir algumas atividades de acordo com critérios definidos nas portarias estaduais.

Com informações da assessoria de comunicação da PMJS.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul