A partir do dia 26 de fevereiro, a passagem do transporte coletivo de Blumenau ficará mais cara. Após entendimento entre a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Seterb) e a BluMob, ficou definido que o valor será reajustado de acordo com a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

A tarifa para os usuários que utilizam o cartão magnético com créditos comprados antecipadamente passará de R$ 4,28 para R$ 4,50. Já a tarifa embarcada (pagamento em dinheiro ao cobrador), subirá de R$ 4,30 para R$ 4,70.

Na semana passada, a Agência Intermunicipal de Regulação do Médio Vale do Itajaí (Agir) havia divulgado um parecer técnico recomendando que a passagem fosse alterada para R$ 6,27.

Contudo, devido à situação econômica gerada pela pandemia da Covid-19, com redução do emprego e da renda da população, a Prefeitura de Blumenau classificou o aumento como "impraticável" e propôs que o reajuste considerasse apenas a reposição inflacionária.

A Seterb estuda outras medidas para evitar o risco de colapso do transporte coletivo num momento em que a BluMob está operando, em média, com 40% do número de passageiros em comparação a fevereiro de 2020, antes do início da pandemia.