Copos plásticos, tampinhas de garrafas, papelão e até garrafinhas de iogurte. Tudo pode ser usado na hora de criar jogos e estimular a criatividade. A atividade, realizada em forma de brincadeira, foi uma das ações desenvolvidas na disciplina de Tecnologias Aplicadas (TA) com estudantes do ensino fundamental I da Satc.

Aplicada de maneira remota, em função do isolamento provocado pelo novo coronavírus (Covid-19), a disciplina traz problemas e incentiva os alunos a pensar soluções. "Nosso foco é estimular que eles sejam críticos, observem um problema e procurem soluções, desenvolvendo assim o raciocínio lógico", ressaltou a professora de TA Franciele Alves.

A proposta é trabalhar o mundo 'maker', do aprender fazendo. Com as turmas do 1º ao 5º ano, a atividade consistiu em criar um jogo com os elementos que eles tivessem em casa. "Trabalhamos com pontos diferentes, de acordo com o ano de ensino, mas procurando estimular a criatividade deles e fazendo com que produzissem um jogo a partir de material reciclado", afirmou a professora Caroline Pickler Machado Silvano.

E surgiram jogos do cubo mágico, de labirinto e até uma mão robótica. Outro ponto trabalhado pelas professoras envolve o aprendizado com a programação. "Aprender a programar é essencial neste mundo tecnológico que vivemos. Os alunos puderam acessar os sites com atividades de programação", explicou Franciele. Com as turmas do 1º ao 3º ano foi trabalhada a atividade "Aprendendo com o Chaves". Já as turmas do 4º e 5º ano praticaram com o LightBot, desenvolvendo habilidades de pensamento computacional. A disciplina de TA faz parte da matriz curricular da Satc, da educação infantil ao ensino médio.