O período em que a população adotou as medidas de distanciamento social indicadas pelas autoridades, com o objetivo de conter o crescimento do contágio pelo novo coronavírus, acabou servindo para reforçar a importância da adoção de atitudes sustentáveis no dia a dia.

Comportamentos que vão desde a necessidade do consumo consciente de água, até a forma adequada do descarte de resíduos para não comprometer as redes de esgoto, entraram em pauta. Isso porque as boas práticas de higiene e, principalmente, a mudança de hábitos se tornaram fundamentais para ajudar a frear a pandemia.

Apesar de as formas de transmissão ainda serem amplamente estudadas pela comunidade científica, já se sabe que a disseminação da doença ocorre de pessoa para pessoa, seja por meio de contato físico, por troca de secreções (tosse, espirro, saliva, etc.) ou pelo contato com objetos já contaminados.

Dentro de casa, a água tratada é a grande responsável por garantir a higienização adequada das pessoas, dos objetos e do ambiente. A prevenção ao coronavírus tem feito com que as pessoas se tornem mais conscientes e atentas com a higiene, assim como em relação ao descarte de alimentos, lixo ou outros resíduos sólidos.

A presença das pessoas por mais tempo em casa, durante a quarentena, aumenta a produção dos resíduos domésticos. A BRK Ambiental, empresa responsável pelo serviço público de esgotamento sanitário em Blumenau, alerta que a prática incorreta no descarte de resíduos ocasiona uma série de problemas a todo o sistema.

 

“Sabe aquele resto de comida que foi jogado na pia da cozinha? E aquele papel higiênico descartado pelo vaso sanitário? Tem ainda o óleo de cozinha que, ao invés de ser reaproveitado, foi lançado no ralo. Todos estes resíduos que, em algum momento, foram – erroneamente - destinados para a rede de esgoto, podem gerar algum tipo de problema, seja no entupimento das ligações ou das redes, no extravasamento das tubulações e até em retorno de esgoto para dentro dos imóveis”, informa Cleber Renato, responsável pela concessionária em Blumenau.

 

No ano passado, mais de 150 toneladas de resíduos sólidos foram retirados do sistema de esgoto da cidade. “São atitudes conscientes que precisam ser continuamente reforçadas e que também devem ser uma mudança de comportamento de todos nós para o bem coletivo”, reitera Cleber.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul