A Justiça Eleitoral de Jaraguá do Sul concluiu na semana passada o levantamento do número de eleitores que realizaram o cadastramento biométrico obrigatório em Corupá nos dois meses em que houve o atendimento especial do cartório eleitoral no município. Do dia 27 de julho a 29 de setembro, foram atendidos 6.926 eleitores em Corupá. Somado aos cerca mais de 2 mil já atendimentos anteriormente em Jaraguá do Sul, ultrapassa a meta de 80% dos eleitores cadastrados. Segundo o cartório, faltam apenas cerca de 1,9 mil eleitores para se cadastrarem até o dia 7 de dezembro - data de encerramento do prazo. Agora o cadastramento biométrico só pode ser realizado em Jaraguá do Sul. LEIA MAIS: Cerca de 40% dos eleitores jaraguaenses ainda não passaram por atualização biométrica A instalação do cartório eleitoral em Corupá ocorreu graças ao convênio firmado entre a Justiça Eleitoral, a Prefeitura de Corupá e a Câmara de Vereadores do município. O posto de atendimento funcionou dois meses em espaço cedido na Câmara de Vereadores.  Por meio desta parceria, a Justiça Eleitoral de Jaraguá do Sul realizou a capacitação e estruturação técnica para oito estagiários e dois servidores da Prefeitura e Câmara. Segundo a chefe de cartório da 87ª zona eleitoral de Jaraguá do Sul, Walana de Azevedo Souza, a resposta dos eleitores foi muito boa nos dois meses em que o serviço do cartório eleitoral foi oferecido em Corupá, pois houve uma procura significativa pela atualização cadastral, transferência e solicitação de novos títulos no município. O prefeito João Carlos Gottardi comemorou o resultado do serviço prestado na cidade, destacando a parceria entre a Prefeitura, Justiça Eleitoral e Câmara, o empenho da equipe que trabalhou nestes dois meses e o reconhecimento da população que aproveitou a oportunidade que teve para não precisar se deslocar para Jaraguá do Sul.
Cadastramento biométrico serve para identificar o eleitor por meio da impressão digital | Foto Prefeitura de Corupá/OCP
Cadastramento O cadastramento biométrico serve para identificar o eleitor por meio da impressão digital, habilitando-o para o voto após o seu reconhecimento. Além disso, serve para atualizar o cadastro de eleitores. A principal vantagem do sistema biométrico é a segurança. Com a identificação biométrica não haverá a possibilidade de um eleitor votar no lugar de outro, tornando assim ainda mais seguro o sistema de votação eletrônico. LEIA MAIS: – Saiba quais foram as mudanças aprovadas para as eleições de 2018 *Com informações da Prefeitura de Corupá