Servidores municipais mantêm a greve e os serviços nas áreas da saúde e educação continuam interrompidos nesta segunda-feira (16), em Florianópolis. No Sul da Ilha, escolas e postos estão fechados. Três funcionários atendem no Posto de Saúde do Rio Tavares, mas dão apenas orientação para o paciente. Quem precisa de vacina, nem a orientação ajuda. Nossa equipe de reportagem esteve no local e a orientação foi procurar o Centro de Saúde Fazenda do Rio Tavares, que fica próximo ao Terminal de ônibus e da UPA Sul. De acordo com os funcionários, lá conseguiríamos atendimento e vacinas. “O Centro de Saúde Fazenda do Rio Tavares está funcionanado normalmente. Pode ir lá. E, qualquer coisa, vai ao HU, que eles aplicam a vacina, no caso de gestantes” – disse a funcionária que nos atendeu. Ligamos no Centro de Saúde indicado e perguntamos sobre a vacina. A pessoa que atendeu a ligação disse apenas “é que estamos em greve” e desligou. Tentamos novamente, mas só dava ocupado depois. No HU, a atendente transferiu a ligação, mas o ramal estava ocupado. Cinco minutos aguardando na linha e ninguém nos atendeu. Desistimos sem conseguir qualquer informação. O novo balanço da Prefeitura de Florianópolis, feito nesta segunda-feira (16), mostra que o Centro de Saúde Fazenda do Rio Tavares tem vacinas. De acordo com a Prefeitura, o quadro deve ser atualizado ao longo do dia. Alguns locais atenderam mais cedo e interromperam o serviço depois. Ainda na área da saúde, a Prefeitura informa que nas UPAs Norte e Sul somente atendimentos de urgência e emergência estão sendo prestados. Consultas Médicas normais em 23 unidades e 26 estão fechadas. Farmácia, 35 disponibilizam o serviço. Balanço nas escolas: 13 sem aula, 10 com atendimento parcial e 3 com atendimento normal. Não há informação sobre os serviços em outras 10 unidades.