Vestindo a camiseta do Flamengo, o time do coração, Valdemar Gebhardt recebeu alta do Hospital Santa Isabel, de Blumenau, após seis meses internado. No local, o indaialense de 57 anos realizou um transplante cardíaco. Desde outubro do ano passado, fez da unidade de saúde a sua casa. No dia da alta, Valdemar foi homenageado por médicos e enfermeiros, que fizeram questão de aplaudi-lo na saída.

Acompanhado por familiares, ele passou por um corredor de honra, formado por profissionais de saúde, que mantiveram a distância de segurança e usaram máscaras de proteção. Em meio ao duro momento vivido por todos em razão da pandemia do coronavírus, a alegria pela conquista transformou o ambiente por um instante.

Mas, em breve, o sentimento de saudade será suprido. Valdemar visitará o Hospital Santa Isabel com frequência, tendo em vista que necessita manter o acompanhamento médico. O cardíaco é o mais delicado entre os procedimentos de transplante, porque o coração só pode ficar até quatro horas fora do corpo humano. Isso requer transporte rápido do órgão até o hospital e rápida internação de pacientes.

Em 2019, o Santa Isabel atingiu, novamente, a marca de oito transplantes cardíacos, feito repetido apenas nos anos de 2016 e 2018.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul