Após diversas reclamações da população sobre tempo de espera na fila, empréstimo consignado, horário de atendimento, entre outros, o Procon de Criciúma reuniu nesta quarta-feira (21), em sua sede, 16 representantes de seis bancos para solicitar explicações e construir alternativas.

Atualmente, no ranking de reclamações do órgão municipal, as críticas às agências bancárias estão em segundo lugar, atrás apenas das redes de telefonia. A principal reivindicação é quanto ao tempo de espera na fila.

"Por conta da pandemia, a maioria das pessoas, ao invés de esperarem dentro da agência, estão precisando aguardar do lado de fora. Então, solicitamos que também seja realizada uma agilidade no momento que as pessoas chegam, para que não tenha duas filas, uma na triagem e outra no atendimento. E nosso pedido foi atendido", contou o coordenador do Procon de Criciúma, Gustavo Colle.

Outra discussão foi a respeito do empréstimo consignado, que contou com a participação do vereador Jair Alexandre.

"Na oportunidade, falamos sobre a lei estadual, que proíbe essa prática por meio de ligação telefônica, e pedimos a atenção deles quanto a isso. Também solicitamos a criação de um grupo de WhatsApp entre eles para discutir e trocar ideias. Além disso, o vereador fará um requerimento solicitando informações do INSS sobre empréstimos consignados", comentou Colle.