Santa Catarina não registra nenhum paciente com Covid-19 aguardando transferências para leitos de unidade de terapia intensiva (UTI). O dado está no relatório divulgado nesta sexta-feira, 9, pela Superintendência de Serviços Especializados e Regulação (SUR) da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

É a primeira vez que não há fila de espera desde que os dados começaram a ser divulgados, em 20 de março. Desde o dia 8 de maio, a quantidade de pessoas que aguardavam um leito começou a cair.

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, explica que o número reflete o esforço do atual Governo em ações de enfrentamento à pandemia, incluindo a abertura de leitos, a ampliação de investimentos em hospitais catarinenses e o avanço da vacinação.

Desde o início da pandemia foram criados 993 leitos de UTI adulto. Antes, eram 546 disponíveis, hoje são 1.539.

“Vale destacar que tais números são dinâmicos, e nenhum paciente ficou desassistido. Essas solicitações de transferência ocorrem por diversos motivos, sejam eles devido a necessidades clínicas existentes em outras unidades, solicitações de familiares, entre outras”, afirma.

Os dados de solicitações de transferências podem ser acessadas pelo site www.coronavirus.sc.gov.br ou neste linke são atualizados diariamente.