No dia 3 de maio, a Secretária Municipal de Saúde de Urussanga comunicou um alerta para possíveis casos de febre amarela no município.

Na oportunidade, foram encontradas 12 epizootias (macacos mortos) e, destes, somente em quatro macacos foram realizadas coletas oportunas dos órgãos.

Os dados foram enviados para o Laboratório Central de SC (Lacen) em Florianópolis, para posteriormente comprovação dos possíveis casos.

Ontem, final da tarde, veio o resultado do Lacen, que comprovou como positivo para o vírus amarílico da febre amarela os casos coletados nas matas em Urussanga.

"Isso significa que toda a nossa região está infectada pelo vírus e devemos procurar as Unidade Básicas de Saúde e assim ficarmos imunizados", alertou o Executivo.

Vacinação

Em 2019 foi iniciada uma Campanha Estadual de vacinação contra febre amarela. Até os dias de hoje em Urussanga, foram vacinadas 16.529, que corresponde 96,53% da população indicada pela Vigilância Epidemiológica do Estado, para imunização contra febre amarela.

Sendo assim, Urussanga precisa vacinar mais 595 munícipes, para assim chegar a 100% de imunização dos cidadãos.

"A Secretaria Municipal de Saúde reitera que existem doses em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para febre amarela e devemos estar conscientes sobre a vacinação".

A vacina é indicada para as idades de 9 meses a 59 anos e não apresenta critérios de contraindicação. Pessoas com mais de 60 anos devem passar pelo médico para a indicação da vacina.