A história começou no dia 12 de julho de 1973 e foi construída, ao longo desses 45 anos, com esforço, dedicação e solidariedade.

A comemoração de aniversário da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Jaraguá do Sul contou, nesta quinta-feira (12), com inauguração de novo espaço e a presença de autoridades e figuras que fazem parte da história da entidade que atende cerca de 385 alunos.

Para o presidente da associação, Joãozinho Júlio Depiné, após mais de quatro décadas de trabalho, a Apae chegou a uma estrutura que pode ser considerada como modelo em Santa Catarina.

“Nós temos um papel extremamente fundamental que é o de cuidar desses alunos e dar assistência às famílias. Não somos uma escola, nós cuidamos de questões de saúde, social e de reabilitação e isso acaba envolvendo toda a família”, destaca.

 

Foto Eduardo Montecino/OCP News

A associação, que tem uma equipe com 101 profissionais, trabalha hoje, garante o presidente, para manter a estrutura funcionando.

“O grande desafio é buscar estabilidade da sustentabilidade, buscando novas alternativas tanto econômicas quanto tecnológicas no que diz respeito ao trabalho de reabilitação dos alunos”, afirma Depiné.

Segundo o presidente, a entidade tem um gasto mensal de cerca de R$ 300 mil, oriundos de convênios com prefeituras – a entidade atende alunos de Jaraguá do Sul, Schroeder e Corupá –, eventos e doações. “Não tem dinheiro sobrando, mas honramos com tudo”, completa.

Emocionado com as comemorações de aniversário da entidade, o autodefensor e usuário da Apae Fabio Nones afirmou que o sentimento é de vitória.

“Me sinto um grande vitorioso aqui e acredito que é uma emoção para mim e para todos os alunos. Não consigo explicar o quanto sou feliz aqui dentro, por isso me tornei um autodefensor. Me sinto muito feliz por fazer parte da família apaeana”, destacou durante a cerimônia realizada na entidade.

Ambiente para estímulo sensorial

Nada melhor do que comemorar aniversário com um presente. Na Apae, quem ganhou o presente foram os mais de 380 alunos.

Além das comemorações com café e evento com a presença de autoridades, o ponto alto dos 45 anos foi a inauguração da Sala Ana Beatriz Ziegel Barbosa, um ambiente multissensorial nunca visto antes em Santa Catarina.

Foto Divulgação/APAE Jaraguá do Sul

Na vanguarda, a Apae jaraguaense é a primeira do estado a contar com o ambiente conhecido como “Sala Snoezelen”, que permite estimular os cinco sentidos sem ligá-los às capacidades intelectuais. Ao invés disso, o motor da estimulação são as capacidades sensoriais de cada aluno.

Foto Divulgação/APAE Jaraguá do Sul

Técnica holandesa, a sala Snoezelen utiliza diversos recursos para estimulação, como sons, luzes, cores, vibrações, texturas e aromaterapia. Para a diretora da entidade, Claudia Robertha Arrazão, sonhos estão sendo realizados na entidade. “Nós apaeanos, vivemos de sonhos”, finaliza.

Foto Divulgação/APAE Jaraguá do Sul

O investimento no ambiente multissensorial foi de aproximadamente R$ 130 mil, sendo R$ 100 mil oriundos do FIA (Fundo Especial para a Infância e Adolescência) e R$ 25 mil de recursos próprios.

Quer receber as notícias no WhatsApp?