Os alunos mais necessitados que estão sem aula em Criciúma devido à pandemia do coronavírus serão assistidos na alimentação.

Segundo a secretária de Educação, Cristiane Maccari Uliana Freta, a partir da próxima semana será realizada uma força-tarefa para a distribuição de kits de alimentação.

“Não é merenda, é um kit com alimentação. Em vez de o alimento ir para a escola, irá direto para o aluno carente beneficiário do Bolsa Família”, completou.

Sem previsão

Ela ainda ressaltou que não há previsão de retorno na rede e que, no próximo dia 17, provavelmente o decreto em relação à área educacional será prorrogado por mais 30 dias.

“São muitas perguntas, mas poucas respostas. Já temos um calendário para repor essas aulas com meia hora a mais, nos períodos, matutinos e vespertinos, trabalhando ainda nos sábados e feriados. Até em torno de três meses conseguimos repor sem prejuízo” explicou a secretária da pasta.