A Universidade do Sul de Santa Catarina – Unisul emitiu um alerta, na manhã de quinta-feira (21), comunicando os moradores da região sobre um possível caso de sarampo que passou pela Unidade Básica de Saúde (UBS) do Dehon, o SAIS.

A instituição, junto com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), pede para quem passou pelo ambiente, entre os dias 18 e 20, comparecer na UBS e avisar sobre o fato, para o paciente e a caderneta de saúde serem avaliadas.

A paciente com suspeita foi avaliada, recebeu cuidados e orientações médicas. A equipe da Vigilância Epidemiológica do Município, após comunicada, iniciou o processo de bloqueio vacinal da Unidade de Saúde.

“Em caso de suspeita de sarampo, como é o caso, a medida recomendada pelo Ministério da Saúde é realizar o bloqueio vacinal em 72 horas. Já começamos com essa ação, com objetivo de que se a doença for confirmada, as medidas cabíveis de prevenção já foram tomadas”, relata o diretor-presidente da FMS, Daisson José Trevisol.

No Centro de Convivência da Unisul, das 15 às 22 horas, um grupo de vacinadores, disponibilizados pela FMS, realiza o bloqueio vacinal para os moradores e estudantes que, possivelmente, estiveram em contato com o vírus e, também, para esclarecer para a comunidade que possuir dúvida.

Segunda etapa da Campanha Nacional Contra o Sarampo

A segunda etapa da Campanha Nacional Contra o Sarampo, promovida por meio do Ministério da Saúde, teve início nesta segunda-feira (18) e segue até o dia 30 em todo o Brasil.

A fase é destinada aos jovens adultos, de 20 a 29 anos, devido ao grande número de incidentes nessa faixa etária. Em Tubarão, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) que possuem a sala de vacina e a Policlínica Central aplicarão as doses.

Crianças maiores de 6 meses e adultos de até 49 anos devem seguir o preconizado no calendário vacinal, que é tomar a dose de VTV ou Tetra Viral, dependendo do esquema e da idade.

Não devem ser vacinadas pessoas imunocomprometidas, crianças menores de 6 meses de idade e gestantes.

Estes, caso tenham contato com o vírus, devem ser afastadas do convívio durante o período de transmissibilidade e incubação da doença. A vacinação das gestantes deve ser adiada para o puerpério.

Quem não consegue se imunizar nas UBS nos horários comerciais, a Policlínica Central tem a Sala de Vacina, situada na rua Antônio Delpizzo Júnior, que atende todos os tubaronenses até as 22 horas, com distribuição de senha até 21 horas.

Fonte: Asessoria

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger