A Afasc segue com alguns serviços e atividades suspensos, mas está a todo vapor no quesito solidariedade na fabricação de máscaras e jalecos para quem está na linha de frente no combate ao coronavírus.

A demanda vem crescendo e os pedidos para atender outros setores não param.

A situação foi explanada na tarde desta quinta-feira, na live da Prefeitura de Criciúma, pelo diretor executivo da Associação Feminina de Assistência Social, Adriano Boaroli.

“Estamos precisando neste momento de confecções que nos auxiliem a produzir, pois a demanda está bastante grande na cidade. Além de atender a linha de frente do município, nós recebemos quase que, diariamente, pedidos de empresas e de outras instituições justamente para estar nas ruas e fazer o seu trabalho”, coloca.

A Afasc coloca o telefone (48) 3445-8950 à disposição.

“Principalmente aquelas confecções que tem uma, duas ou mais máquinas e que queiram nos ajudar que, por favor, entrem em contato que será muito bem-vinda essa importante ajuda”, solicitou.