Com o intuito de contribuir e fortalecer as leis direcionadas para erradicação do trabalho infantil, adolescentes atendidos nas oficinas dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) de zero a 17 anos da Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc), estiveram reunidos durante está sexta-feira (4), no Centro de Artes e Esportes Unificados, a Praça CEU e espaço do Serviço de Convivência Próspera, participando do IIº Encontro Nacional de Adolescentes pela Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (Enapeti).

De acordo a coordenadora do Serviço de Convivência, Maria Lauridia da Silva, o encontro reuniu 14 adolescentes, que tiveram a oportunidade de ampliar seus conhecimentos e receber informações importantes sobre prevenção do trabalho infantil. "Essas ações permitem que os adolescentes se reúnam para tratar propostas contra o trabalho infantil, pensando em atividades de erradicação do trabalho infantil. Esse encontro nacional os beneficia de forma direta, já que fica claro como eles podem identificar situações de exploração. Eles tiveram a oportunidade de dividir experiencias e fortalecer essa discussão", relata.