A assembleia que elegerá a nova diretoria da Acijs (Associação Empresarial de Jaraguá do Sul) ocorrerá no dia 15 de fevereiro, a partir das 18h, mas os nomes serão somente conhecidos depois do dia 10, com o encerramento para as inscrições de candidaturas. Os diretores eleitos tomarão posse no dia 16 de março. Atual presidente, o advogado Paulo Luiz da Silva Mattos garante que não estará entre os inscritos e destaca os avanços do período em meio à crise econômica de 2015, assim como a contribuição institucional nas conquistas regionais. Atualmente, a entidade soma 78 anos de atuação, congrega em torno de 1,6 mil associados, com um incremento médio de aproximadamente 10% alcançado nesta gestão. “Sempre estivemos na vanguarda”, enfatiza, em referências à atuação nas demandas regionais. Ele também destaca a reconquista da representatividade política na Assembleia Legislativa, através dos deputados Vicente Caropreso e Carlos Chiodini, esse último conduzido à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico. “É sempre uma luta amarga em alguns aspectos. A Acijs defende o interesse de empresários, que enfrentam a carga tributária, problemas de logística e regime político, tudo isso impactando na economia”, declara. Mattos enfatiza que a classe continuou levantando a bandeira de lutas históricas, como a duplicação da BR-280, a revitalização do trecho urbano entre Guaramirim e Jaraguá do Sul e o viaduto de acesso a Schroeder, na Avenida Waldemar Grubba. Avanços locais No entender de Paulo Mattos, um dos pontos que favorece o desempenho dos empresários locais e minimiza a intensidade da crise “é a diversidade dos setores produtivos e a capacidade do empreendedor de se reinventar. Esse equilíbrio econômico faz todo o sentido.” Dentre as ações alavancadas com a participação da atual diretoria, cita o Centro de Inovação, que este ano abrirá espaço para startups; o apoio à continuidade da atuação dos Bombeiros Voluntários; recursos à ampliação e modernização do Hospital e Maternidade São José; e o projeto de melhoria da educação, em parceria com a Secretaria da Educação do município. “Posso não ter feito tudo o que gostaria, mas saio confortável, porque dediquei parte do meu tempo profissional para a instituição. Dirigir essa entidade multifacetada é um desafio”, admite.