As Secretarias de Saúde e de Desenvolvimento Social e Habitação de Guaramirim, por meio de uma parceria, estão promovendo ações voltadas às famílias beneficiárias do Bolsa Família.

Desde setembro, os usuários estão comparecendo ao evento para cumprir as condições do programa social, obedecendo a um calendário.

Além de possibilitar a atualização dos dados junto ao Cadastro Único e também do Bolsa Família, os eventos também oferecem acompanhamento médico, odontológico e as vacinas, no mesmo local. As crianças podem participar de uma série de atividades recreativas.

De acordo com a assistente social Rafaela da Silva Ferreira, o atendimento aos usuários do Bolsa Família vem sofrendo alterações desde 2013, quando os números mostraram que nem todos os beneficiários atendiam às condições de saúde.

Para melhorar esse índice, a primeira providência foi mobilizar as equipes das unidades de saúde.

“A equipe de saúde também tinha que perceber a sua importância para o Bolsa Família”, ressalta Rafaela.

Comunidade da Vila Amizade participou do evento para cumprir as condições do programa | Foto: Eduardo Montecino/OCP News

Assim, foram realizadas ações nos bairros com o auxílio de um ônibus. Na oportunidade, as pessoas eram pesadas e medidas e o cadastro atualizado.

Após criar esse vínculo com a população, as equipes de Saúde e Desenvolvimento Social deram início aos eventos semestrais, há dois anos, quando todas as unidades de saúde do município participam.

Com tudo em dia

No ESF Vila Amizade, um dos últimos a receber a ação neste mês, Elisane de Fátima Ely, 35 anos, levou três dos quatro filhos para participar da ação.

Segundo explicou, é beneficiária do programa social há mais de cinco anos, o que ajuda a completar a renda familiar, já que o marido não possui estudo e faz apenas serviços informais.

“Eu ganho pouco e com esse auxílio a gente sempre consegue comprar alguma coisa. O meu filho mais novo [sete meses], por exemplo, toma um leite especial que custa R$ 40 a lata. Se não fosse esse benefício, ficaria difícil de adquirir”, diz Elisane.

Segundo os dados do sistema, até setembro havia 758 famílias guaramirenses cadastradas no Bolsa Família - totalizando R$ 141.569,00 repassados pelo programa.

Dessas, 220 também recebem o benefício estadual Santa Renda e 395 famílias se encontram em situação de vulnerabilidade extrema, recebendo o benefício de superação de extrema pobreza.

Além do protocolo

A enfermeira do ESF Vila Amizade, Fairuza Loch, salienta que os profissionais envolvidos no atendimento não estão mais só cumprindo uma “lista de obrigações”, que incluía pesagem e medida dos usuários.

Atualmente, são feitas avaliações e orientações de saúde, inclusive bucal, e acompanhamento médico.

Conforme revelou, hoje, todas as beneficiárias do Bolsa Família estão com o exame preventivo do colo do útero em dia, todos os adultos estão com o teste rápido para identificação das DSTs em dia e todas as crianças estão com a vacinação em dia.

Além disso, é feita a classificação de risco de baixo peso, obesidade, sobrepeso e acompanhamento.

“Hoje a gente não vê aquela lista como mais um serviço para a gente fazer e falo isso por todas as equipes. A gente mudou a forma de ver os beneficiários do Bolsa Família”, ressalta.

As ações já ocorreram nas unidades ESF Rio Branco, ESF Imigrantes e Centro, ESF São Pedro, ESF Vila Amizade, ESF Caixa D'Água, ESF Vila Amizade, ESF Ilha da Figueira e ESF Vila Amizade. No próximo dia 19, o evento acontece no ESF Corticeira.

Quer receber as notícias no WhatsApp?