A Prefeitura de Florianópolis, por meio do Centro de Controle de Zoonoses, da Diretoria de Vigilância em Saúde, finalizou nesta segunda-feira (29) a ação “Floripa sem dengue” com 103 focos do Aedes aegypti, mosquito vetor da Dengue, Zika e Chikungunya, identificados. A iniciativa mobilizou todas as equipes de campo e teve duração de 10 dias.

Ao todo, 7.647 imóveis foram visitados pelos agentes e o número de focos encontrados do mosquito caracteriza um nível médio de infestação. Rio Vermelho e Capivari foram os bairros com maior quantidade de focos.

Os depósitos móveis, como vasos e pratos de planta, além de pneus e lixos foram os locais onde mais larvas foram coletadas. As equipes da Vigilância Sanitária e Ambiental também atenderam 133 denúncias, das quais 53 já foram concluídas e ainda há 27 notificações com prazo de regularização.

A administração municipal reforça a necessidade da população intensificar os cuidados para evitar a proliferação do Aedes aegypti pela capital. Não deixar água parada em depósitos como pratos de plantas e pneus, manter ralos com telas, calhas limpas, além de evitar o cultivo de bromélias são algumas das medidas a serem seguidas.