Entre as atividades liberadas pelo governo do estado como forma de flexibilizar atividades econômicas estão as academias de ginásticas e similares. Mas assim como shoppings e galerias comerciais, o funcionamento também deve respeitar uma série de regramentos.

 

 

As medidas restritivas foram apresentadas pelo governador Carlos Moisés, que deixou claro que as ações estão sob observação. “Estamos sempre monitorando as nossas ações, com o uso de diversas ferramentas, para saber o reflexo das medidas”, disse Carlos Moisés.

Confira as regras:

  • Deve ser disponibilizado álcool em gel a 70% na entrada e equipamentos que obriguem o uso de digitais estão proibidos.
  • Deve ser respeitado o distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas.
  • É obrigatório o uso de máscaras e de toalhas individuais.
  • Os cabelos dos atletas devem permanecer presos durante a atividade desportiva indoor.
  • O tempo máximo de permanência nas academias fica estabelecido em 60 minutos, de modo a garantir que mais pessoas possam desfrutar do espaço, respeitando-se um limite de 30% da lotação.
  • O estabelecimento também deve organizar um grupo de usuários por cada horário, respeitando um período de 15 minutos de intervalo para limpeza do chão.
  • O uso dos guarda-volumes fica suspenso nesse momento.
  • Estão autorizados os exercícios em locais abertos, tais como praias, praças e parques.
  • Esportes coletivos, tais como futebol e vôlei, seguem proibidos.
  • No caso das artes marciais, estão permitidos apenas treinos individuais, com o uso de equipamentos.

 

Foto Studio OCP

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp