A partir deste domingo (22), o Abrigo Institucional para Crianças e Adolescentes do bairro Tifa Martins passa a funcionar na rua Emil Burow, no Centro de Jaraguá do Sul. A mudança de local ocorreu após determinação do Ministério Público solicitando a reforma da antiga estrutura, considerada inadequada pela legislação pela falta de elementos que caracterizam um lar. Segundo a secretária de Assistência Social, Maria Santin Camello, as obras estariam avaliadas em quase R$ 2 milhões, valor que não estava disponível no orçamento da Prefeitura. Com isso, a administração optou por alugar uma nova unidade. O custeio do aluguel de R$ 7 mil mensais, despesas fixas como água, energia elétrica e telefone serão pagos pelo crédito de R$ 75 mil aprovados pela Câmara de Vereadores no mês junho. As adaptações necessárias para instalação do abrigo no Centro foram feitas pelo proprietário do imóvel. Os móveis colocados na cozinha, beliches, roupas de cama, máquina de lavar roupa e cortinas foram doados por empresários e comunidade. Os banheiros também sofreram alterações para atender às necessidades dos portadores de deficiência. “O espaço tem capacidade para abrigar até 20 pessoas, que é o número limite que podemos atender. Hoje temos 11 crianças, com idade até os 14 anos, mas a unidade também é a porta de entrada para os adolescentes, que são encaminhados posteriormente ao abrigo do Baependi”, explica Maria.
Beliches montados nos quartos para receber as crianças: doações da comunidade | Foto Eduardo Montecino/OCP
No terreno ao lado da casa, será construído um estacionamento e um parquinho para as crianças brincarem. A área do novo abrigo ainda contará com um container doado por uma empresa, que estocará os materiais da equipe. As estruturas de abrigo e trabalho da equipe técnica terão funcionarão em locais separados. ESPAÇO NO TIFA MARTINS SERÁ UTILIZADO PELA EDUCAÇÃO Com a estrutura no bairro Tifa Martins disponível, a Secretaria de Educação iniciou o desenvolvimento de um projeto para adaptar o local às demandas do setor. Conforme o secretário de Educação, Rogério Jung, a unidade atenderá cerca de 180 crianças da educação infantil pré-escolar, além de implantar uma biblioteca técnica para professores, laboratórios de informática, auditório e salas de aula para o contraturno de estudantes do bairro, com cursos de música, eletrônica e outras opções.  A Universidade Aberta do Brasil (UAB) e o polo de Atendimento Educacional Especializado (AEE) também vão ganhar um espaço próprio. A previsão de término é para o segundo semestre de 2018.