Operação do Ministério do Turismo, em Florianópolis, flagrou irregularidades em 86 por cento dos meios de hospedagem. Fiscais do MTur estiveram em 67 estabelecimentos e 58 foram notificados sem o registro obrigatório, o Cadastur. Oito locais, que trocaram de CNPJ ou não funcionam mais, receberam termos de fiscalização, que comprova a visita da equipe, e um recebeu infração. A operação do MTur começou em 2017 e até agora 22 capitais do país já foram visitadas. O foco é fiscalizar os meios de hospedagem e mostrar aos prestadores de serviço turístico a importância de estar regularizado junto ao órgão. Florianópolis foi a 23ª capital visitada pelos fiscais do Ministério do Turismo, que devem encerrar a operação ainda este mês em todo Brasil.