Tem início nesta sexta-feira (20) uma das festas mais tradicionais de Jaraguá do Sul. A Kolonistenfest chega a sua 34ª edição trazendo novidades e aliando tradição à diversão. Uma grande estrutura foi montada na sede da Sociedade Aliança para recepcionar o público, que no ano passado chegou a 18 mil pessoas.

Bailes, danças folclóricas, desfiles, exposições e comidas típicas são algumas das atrações do evento, que  é ampliado constantemente.

Na quinta-feira à tarde, um grande número de voluntários e colaboradores terceirizados trabalhava nos preparativos. São mais de 200 pessoas envolvidas para que o público tenha a melhor experiência possível.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Responsável pela divulgação da festa, Ivanir Schwanz explica que a Sociedade Aliança recebeu melhorias para oferecer um atendimento ainda melhor ao público da Kolonistenfest.

Foram construídos mais banheiros, para substituir os banheiros químicos. Na programação, uma das novidades é a 1ª Feira da Agricultura Familiar.

"Nossa festa é muito diversificada e esperamos aproximadamente 20 mil pessoas este ano. Temos atrações para todas as idades, desde a criança até o vovô”, ressalta Schwanz.

Para o presidente da Sociedade Aliança, Waldino Hornburg, uma das âncoras do evento é a exposição, que todo o ano apresenta inovações. Segundo ele, o intuito é oferecer uma ampla programação, de forma que os presentes passem o dia todo na festa.

“Temos que destacar o trabalho conjunto dos nossos voluntários, que é o segredo do sucesso da nossa festa. É um evento típico, que busca preservar a tradição germânica, mas que está em constante renovação para acolher a todos da melhor maneira”, enfatiza Hornburg.

História da festa

Presente desde a primeira edição, o presidente do Conselho Fiscal da Sociedade Aliança, Hilberto Strutz, - que até hoje auxilia na organização do evento - conta que a Kolonistenfest teve início num domingo ao meio-dia e se estendeu pela tarde.

Ele lembra que aquela foi a semente de um evento que passou a crescer e dar frutos, tornando-se o sucesso que é hoje.

“Naquela época, a festa era menos da metade do que é hoje, era mais a família dos colonos que participava”, recorda.

O idealizador da Kolonistenfest, Beno Volkmann, de 75 anos, na época presidente da Sociedade, conta que foi uma forma de homenagear o colono, de valorizar o esforço dos trabalhadores rurais.

"Como agricultor, era apaixonado pela atividade, pelo gado e por tudo que faz parte dela. Também fiz parte da Banda Aurora e tocava nessas festas, então resolvi criar uma aqui, quando o Aliança fez uma sede nova. Foi assim que a Kolonistenfest nasceu", conta Volkmann, que ainda colabora na preparação do evento.

Agricultura familiar

A festa também traz eventos paralelos, como a 15ª Exposição Agroindustrial, a 4ª Expoplan, 2ª Exposição de Canaricultura e Ornitologia, 2º Passeio Off Road 4x4 (com trajeto de mais de 40 quilômetros) e a 1ª Feira da Agricultura Familiar - uma novidade.

A iniciativa, segundo os idealizadores Adriano Luiz Roik e Vanderlei Lenz, é fomentar mais a agricultura familiar, com a venda direta dos produtos ao consumidor.

“A gente teve essa ideia pensando no seguinte: havia feira do colono durante a festa, mas não tinha agricultores comercializando o seu produto. Então, o objetivo é esse, gerar renda ao produtor e qualidade de vida”, explica Roik.

Comida tradicional e vegana

Além do típico cardápio germânico com schwatzauer, marreco recheado, aipim frito, strudel, neste ano os organizadores do evento também vão levar para a Sociedade Aliança opções de alimentação vegana - pratos preparados sem ingredientes de origem animal. Além disso, é claro, haverá muito chope gelado.

Programação

Sexta-feira (20)
19h – Recepção com música típica
20h – Jantar típico alemão com schwatzauer, marreco recheado, aipim frito, churrasco e acompanhamentos
21h – Solenidade de abertura e sangria do primeiro barril de chope
21h30 – Apresentação e escolha da Rainha e Princesas da 34ª Kolonistenfest
22h30 – Baile com Os Mantanari (SC)

Sábado (21)
8h – 2º passeio OFF ROAD 4x4
11h – Abertura da festa e das exposições
12h – Almoço típico no salão principal (banda Coração de Ouro)
13h – Disputa de Rei e Rainha e suas Majestades entre os associados
14h – Desfile com carros alegóricos
14h45 – 3º Encontro Infantil de Grupos Folclóricos da Região
15h – Soirée com a banda Coração de Ouro, tarde da criança com atrações gratuitas (15h às 17h), tiro de chumbinho, competição de serrador e concurso de chope
16h15 – Soirée com Som da América
17h – Coroação das Majestades de Tiro da 34ª Kolonistenfest
19h – Festival da Canção Sertaneja e Popular e jantar típico
22h – Encerramento tiro chumbinho
23h – Grupo Folclórico Grünes Tal
23h30 – Baile com a banda Brilha Som

Domingo (22)
8h30 – Recepção das Sociedades
9h30 – Desfile com carros alegóricos
10h – Abertura das exposições
11h – Magaly & Wanderley, início do tiro chumbinho e Banda Trio Edelweiss
11h30 – Almoço típico
13h30 – Soirée com Banda Safira (RS)
14h – Grupo Folclórico Grünes Tal
14h30 – Banda Coração de Ouro
15h – Competição de serrador e concurso de chope
17h30 – Grupo Folclórico Grünes Tal
18h – Encerramento tiro chumbinho e exposições
22h – Encerramento da 34ª Kolonistenfest com a tradicional colheita dos produtos expostos

Ingressos:

Sexta – R$ 20 a partir das 21h
Sábado – R$ 10 a partir das 15h às 18h | R$ 15 das 18h às 21h | R$ 30 após às 21h (R$ 25 antecipado)
Domingo – R$ 10 a partir das 13h às 17h | R$ 20 após às 17h

Menores de 14 anos e visitantes com traje típico não pagam ingressos

Ingresso antecipado: Mime matriz (Barra e Rio Cerro), Skini Haus. | Pomerode: Farmácia Farmalan e Padaria Flor de Trigo.

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?