A morte de Diego Maradona levou uma multidão de pessoas até a Casa Rosada, sede do governo da Argentina, em Buenos Aires, para o último adeus ao craque argentino nesta quinta-feira (26).

Mas o velório que já carregava um clima de muita tristeza chegou a sua reta final com cenas lamentáveis.

Após pedido da família do ex-jogador para que a despedida não se estendesse até a noite, a polícia local fechou uma das avenidas próximas a Casa Rosada, duas horas antes do horário previsto para o corpo deixar o local.

A decisão causou revolta dos fãs, que aguardavam em uma longa fila de mais de 25km para chegar ao palácio, onde era possível ter contato visual com o caixão do astro.

Foto: Reprodução/TN TV

Muitos torcedores jogaram objetos e entraram em confronto com a polícia, que reagiu lançando gás lacrimogêneo e balas de borracha. Até caminhões com jatos d'água foram usados para dispersar os manifestantes.

Segundo a “TN TV”, algumas pessoas foram detidas e outras ficaram feridas. Mesmo com o temor de invasão a Casa Rosada, o efetivo policial conseguiu controlar os focos de conflito e a situação foi controlada.

Veja imagens da confusão

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul