Um dos grandes nomes do tênis na atualidade, Alexander Zverev protagonizou cenas lamentáveis durante uma partida de duplas no Aberto do México, em Acapulco, nesta terça-feira (23).

Irritado com algumas marcações, o número 3 do mundo deu quatro raquetadas na cadeira onde estava o árbitro principal Alessandro Germani após a derrota dele e do brasileiro Marcelo Melo para Lloyd Glasspool e Harri Heliövaara por 3 sets a 2.

Veja o momento de revolta do tenista:

Com uma "conduta antidesportiva", a ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) decidiu expulsar o tenista alemão do torneio, antes de entrar em quadra pela segunda rodada de simples contra Peter Gojowczyk.

Pouco depois do episódio, Zverev usou as redes sociais para se manifestar e pediu desculpas por perder a cabeça.

“É difícil colocar em palavras o quanto eu me arrependo do meu comportamento durante e depois da partida de duplas de ontem (terça-feira). Eu me desculpei em particular com o árbitro de cadeira, minha explosão contra ele foi errada e inaceitável, estou decepcionado comigo mesmo. Aconteceu e não há desculpa. Também gostaria de pedir desculpas aos torcedores, ao torneio e ao esporte que amo. Como vocês sabem, sempre deixo tudo em quadra. Ontem, dei muito. Vou tirar os próximos dias para refletir, tanto sobre minhas ações quanto para garantir que algo assim nunca aconteça novamente”