Repórter da ESPN, Jéssica Dias foi assediada durante uma transmissão ao vivo no entorno do Maracanã, antes do jogo entre Flamengo e Vélez Sarsfield-ARG nesta quarta-feira (7), às 21h30, pela semifinal da Libertadores.

A jornalista falava do clima e da festa da torcida quando foi beijada no rosto por um flamenguista sem seu consentimento.

Logo depois, a imagem voltou para o estúdio, onde os apresentadores Renato Rodrigues e Marcela Rafael mostraram revoltam e prestaram solidariedade à colega, chamando o torcedor de “palhaço” e “idiota”.

O homem foi denunciado e levado por policiais militares para delegacia do Maracanã, assim como Jéssica para prestar depoimento.

O caso repercutiu nas redes sociais e vários jornalistas prestaram solidariedade a repórter. O Flamengo também se pronunciou em seu perfil:

"O Clube de Regatas do Flamengo repudia o assédio cometido por um torcedor rubro-negro com a jornalista da ESPN Jéssica Dias durante reportagem antes da partida desta noite. É lamentável que atos repugnantes como este, que não representam a Nação Rubro-Negra, ainda aconteçam", escreveu.