O piloto de kart, Artem Severiukhin, teve sua licença revogada pelo Automóvel Clube da Itália (ACI), entidade que gere o esporte a motor na Itália.

A medida foi tomada por conta de um gesto nazista no pódio feito pelo piloto de apenas 15 anos após vencer no Campeonato Europeu de Kart da Federação Internacional do Automobilismo (FIA) em Portimão, Portugal.

O caso aconteceu no último domingo (10) e a entidade classificou a atitude como "indescritível e inaceitável".

“Severiukhin mostrou falta de respeito não apenas pelos valores universais que sempre inspiraram todos os esportes, mas também pela humanidade, dignidade e convivência civil”, disse a ACI, em comunicado.

Além de perder a licença, o jovem russo ainda teve seu contrato com a equipe Ward Racing rescindido.

Após o vídeo em faz o gesto viralizar pelo mundo, Artem Severiukhin pediu desculpas.

“Eu nunca apoiei nazistas. Considero isso um dos piores erros contra a humanidade. Sei que sou idiota e estou pronto para ser punido, mas acreditem que não houve intenção em minhas ações. Não foi por apoio ao nazismo ou racismo”, declarou.