Vídeo: À la Mike Tyson, brasileiro morde rival e é demitido do UFC

Foto: Reprodução

Por: Lucas Pavin

24/03/2024 - 12:03 - Atualizada em: 24/03/2024 - 17:56

Uma cena emblemática marcou a luta entre dois brasileiros no UFC Ribas x Namajunas, no último sábado (23), em Las Vegas, nos Estados Unidos. Durante o segundo round, Igor Severino deu uma mordida em André “Mascote” Lima e foi desclassificado por golpe ilegal logo em sua estreia na organização.

Mas a perda do combate não foi a única punição ao paraense. Horas depois, o UFC anunciou a demissão do ex-campeão peso-mosca do Jungle Fight.

“Se você se frustrar e quiser sair da luta, há muitas formas de fazê-lo, mas a pior coisa que você pode fazer é morder seu adversário. Agora, você é cortado e perde a maior oportunidade da sua vida. Sem mencionar que ele vai ter problemas sérios com a (Comissão Atlética de Nevada)”, disse Dana White, chefão do UFC ao jornalista estadunidenses Kevin Iole.

Severino conquistou uma vaga na organização após bater Jonatha Silva em setembro no Contender Series e estava invicto em oito lutas profissionais de MMA.

Já o baiano André Mascote receberá um bônus de US$ 50 mil (cerca de R$ 250 mil) por ter sido vítima da mordida. Ele também fez sua estreia no Ultimate e chegou a oitava vitória em oito lutas no MMA.