Na última quarta-feira (15), a Série A do Campeonato Catarinense completou um mês sem jogos por conta a pandemia do novo coronavírus.

Ainda não há uma definição quanto à volta do torneio, mas a Federação Catarinense de Futebol (FCF) já trabalha para um retorno em 16 de maio.

A solicitação já foi feita ao Governo de Santa Catarina e a liberação só deve sair com alguns protocolos médicos sugeridos pela própria FCF, como a realização de todos os jogos com portões fechados.

Caso isso se concretize, o Juventus e os demais clubes terão grande prejuízo com o aumento de custos e a falta de receitas importantes aos cofres.

Para o Moleque Travesso, os danos podem chegar a aproximadamente R$ 400 mil. Em arrecadação, por exemplo, soma-se a bilheteria do duelo de ida quartas de final contra o Figueirense, estimada em R$ 150 mil, e faturamento da loja e bar, em torno de R$ 30 mil.

Foto Lucas Pavin/Avante! Esporets

Já entre as despesas não planejadas para o mês de maio constam o retorno dos atletas e suas renovações de contratos e aluguéis, gerando um prejuízo de cerca de R$ 280 mil.

“Com a decisão de retomada, temos que nos reinventar. Uns choram e outros vendem o lenço, e quando se fala em gestão prefiro ser o vendedor de lenço. É uma opinião como ser humano. Como gestor, é se reinventar e buscar fontes de receita para cobrir esse prejuízo. Esperamos que os colaboradores e torcedores entendam e tentem ajudar esse retorno do Juventus, porque é bem palpável a chance de classificação à semifinal”, destaca Renê Marques, gestor de futebol do Tricolor.

O dirigente ainda opinou sobre a possível retomada do campeonato. Segundo ele, o Estadual deveria ser encerrado para segurança de todos os envolvidos.

“Pensando na saúde de todos, optava pelo encerramento da competição. O risco é muito grande para o retorno dos atletas e aqueles que trabalham no dia a dia. Por mais que tenha cuidados, o risco existe. Ficamos tristes pela paralisação do futebol, mas respeitamos quando se pensa no ser humano”, finaliza Renê.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger