Assim como no ano passado, o VAR vem dando o que falar na edição 2020 do Campeonato Brasileiro, principalmente pela longa demora nas decisões.

Se levar em conta as primeiras rodadas disputadas na competição, houve em 2020 um acréscimo de 68% no número de vezes em que as partidas foram paralisadas para consulta do sistema em relação a 2019 – de 84 para 141 paralisações.

O tempo médio para análise cresceu apenas 3% (de 1min40s para 1min43s), mas o aumento das intervenções, registra um crescimento de 74% no total de tempo parado para consulta ao videoárbitro (de 139 minutos no ano passado para 242 minutos neste ano).

As mudanças de decisões dos árbitros de campo também cresceram até aqui, de 26 para 32, uma alta de 23%.

No último fim de semana, o VAR entrou em cena em lances capitais e gerou revolta de Santos e Botafogo, que enfrentaram Flamengo e Internacional, respectivamente.

O goleiro Gatito, do Botafogo, até chegou a derrubar o equipamento na beira do gramado após o time carioca ter dois gols anulados na derrota por 2 a 0 contra o Inter.

Foto: Reprodução

*Fonte GE

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul