Falta pouco para a estreia do Juventus na Série B do Campeonato Catarinense. A quatro dias da primeira partida contra o Guarani de Palhoça, em casa, o técnico Eduardo Clara faz os últimos ajustes na equipe para o confronto do próximo domingo, dia 3 de julho, no estádio João Marcatto.

Com muitos jogadores chegando ao clube em meio a pré-temporada, iniciada no dia 1º de maio, o principal desafio do treinador é dar entrosamento ao elenco, que conta com 24 nomes, sendo 22 contratados e dois promovidos da base ao profissional.

“Temos vários desafios em uma semana de estreia, como a ansiedade que é geral no elenco, mas principalmente a montagem da equipe. Estamos colocando nossa ideia ao grupo, que vem treinando bem. Claro que o entrosamento ainda não é o ideal, mas estou muito satisfeito com que o grupo vem mostrando”, disse Clara.

Para aprimorar essa adaptação, o elenco passa por treinamentos diários, alternando trabalhos em um ou dois períodos, mas com uma intensidade menor nesta semana para diminuir o risco de qualquer lesão antes da estreia. Inclusive, o volante Anderson Pedra e o atacante Chenko foram reintegrados ao grupo na segunda-feira (28) após se recuperarem de lesões musculares.

Recém-contratado, o atacante Jonatas Obina também se juntou ao grupo, depois de treinar separado na última semana para melhorar a parte física. Por outro lado, o volante Luiz Henrique é o único que está entregue ao departamento médico e deve perder a estreia no Estadual, em virtude de um problema no joelho direito.

Além dos treinos, o Moleque Travesso realizou três amistosos até o momento, que terminaram com duas vitórias sobre Carlos Renaux (1 a 0) e SC Jaraguá (5 a 0), e uma derrota contra o Flamengo de Jaraguá (1 a 0). O quarto aconteceria na manhã de terça-feira (29), diante do JEC, no CT Morro do Meio, em Joinville, mas acabou sendo cancelado devido a greve dos caminhoneiros.

“Usamos esses jogos para fortalecer a partes física, técnica e tática. Aos poucos, fomos encaixando o grupo e evoluímos, principalmente contra o Jaraguá. Depois, não nos preparamos muito bem e sentimos a carga pesada de treinos contra o Flamengo. Mas estou muito satisfeito com a evolução da equipe e tenho certeza que vamos entrar de forma muito competitiva nessa Série B”, destacou o treinador juventino.