Por: Lucas Pavin/Agência Avante! No dia 28 de maio, a capital Florianópolis receberá a 17ª edição do Ironman, considerada a mais tradicional do circuito no país. Cerca de 2,5 mil atletas, de mais de 30 países, estarão na competição de triatlo, que contempla 3,8 km de natação, 180,2 km de ciclismo e 42,2 km de corrida. Entre eles, quatro jaraguaenses confirmaram participação: Alexandre Innocenti Ortiz, Guilherme Grosso, Ubiratan de Andrade Junior e Luiz Paulo da Silva. Restando poucos dias para encarar o percurso desafiador, os triatletas começam a intensificar a preparação para fazer bonito na prova. Mas não apenas isto. Um balanceamento entre treino, alimentação e preparação mental é considerado fundamental pelo grupo, que busca completar a prova no período mais curto possível para atingir metas pessoais. Além destes fatores, outro cuidado tomado pelos ‘homens de ferro’ é o de evitar lesões às vésperas da prova. Para isto, eles vêm realizando um trabalho de prevenção com o fisioterapeuta Wilson Gomes Junior. “Temos um trabalho alinhado com os treinadores para saber exatamente o ciclo que eles pretendem impor aos atletas, para que eu consiga inserir o trabalho de prevenção da fisioterapia. Fazemos principalmente o trabalho de recuperação muscular, porque os treinamentos diários de cada um são muito intensos. Precisamos acelerar esta recuperação para que no dia seguinte eles estejam 100% para treinar novamente”, disse Junior. Diante de muitos concorrentes de Elite e outros amadores vindos de várias partes do mundo, os competidores de Jaraguá do Sul destacam a grande dificuldade em subir ao pódio em suas categorias e vão para o evento com metas individuais já traçadas. Alexandre Ortiz, da equipe Life Well, encara seu quarto Ironman, o segundo em Florianópolis, com a expectativa de baixar o seu melhor tempo que foi de 11h58min no ano passado, no México. “Quero curtir a prova e tentar baixar esse tempo. O principal objetivo mesmo é fazer abaixo de 11 horas, que seria excelente para mim”, afirmou Ortiz, que disputa a categoria 35/39 anos. A meta de cruzar a linha de chegada com a melhor marca da carreira também é dividida pelos outros triatletas, que integram a equipe Branco Silva. Na categoria 30/34 anos, Guilherme Grosso participa de sua sexta edição de Ironman, a quinta em Floripa, enquanto Ubiratan, o Bira, vai para sua segunda competição, na 45/49 anos. Já Luiz Paulo, o Branco, disputa a 35/39, e vai para seu terceiro Iron, sendo o segundo na capital catarinense. “Meu objetivo é fazer abaixo das 10h. Em 2015 fiz minha melhor marca com 10h23min, então esse ano quero superar”, destacou Guilherme. “Quero melhorar meu tempo do ano passado que foi 11h35. Fizemos uma boa preparação e com o trabalho bem feito vamos chegar bem na competição”, declarou Bira.